Over 10 years we help companies reach their financial and branding goals. Maxbizz is a values-driven consulting agency dedicated.

Gallery

Contact

+1-800-456-478-23

411 University St, Seattle

maxbizz@mail.com

Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão

Semanalmente o Cotton Brazil publica no site da Abrapa o Boletim de Inteligência de Mercado, com as principais notícias do mundo do algodão.

Diante das transformações nos processos de produção e consumo, a Abrapa, com apoio da Apex Brasil criou o Cotton Brazil, para representar este novo passo do algodão brasileiro no mercado global.

O Boletim Semanal de Inteligência de Mercado é mais um serviço do Cotton Brazil para projetar o algodão brasileiro mantendo o cotonicultor informado sobre o comportamento da pluma no mercado interno e externo.

Veja abaixo o boletim da semana:

– Destaque da Semana – Depois do susto da última sexta-feira, quando o mercado fechou em limite de baixa com rumores de destruição de demanda, a semana de feriado nos EUA no Brasil foi calma. Segunda-feira (12) tem relatório do USDA.

– Algodão em NY – O contrato Dez/22 fechou ontem a 103,84 U$c/lp (-4,04%). Referência para a safra 2022/23, o contrato Dez/23 era cotado a 82,32 U$c/lp (-2,13%) e o Dez/24 a 76,30 U$c/lp (-2,32%) para a safra 2023/24.

– Preços – Ontem, (08/09), o algodão brasileiro estava cotado a 123,75 U$c/lp (-1.175 pts) para embarque em Nov-Dez/22 (Middling 1-1/8″ (31-3-36) posto Ásia, fonte Cotlook).

– Altistas 1 – O ICAC divulgou relatório de agosto destacando: “Níveis históricos de inundações e secas estão tendo um impacto esmagador na indústria global de algodão”.

– Altistas 2 – Este mês, o ICAC reduziu as projeções de produção global em 1,1 milhão de tons em relação ao mês anterior, passando de 25,8 para 24,7 milhões de tons. 

– Altistas 3 – Problemas climáticos nas regiões produtoras não param de acontecer. Nos EUA, as chuvas já causam perdas e tempestades tropicais se formam no Atlântico. Na Índia, excesso de chuvas e pragas devem reduzir a produção.

– Baixistas 1 – Milhões de pessoas ainda estão trancadas na China por causa da Covid-19, quase três anos após o início da pandemia. Chengdu, com mais de 20 milhões de habitantes, teve o lockdown prorrogado por mais uma semana pelo menos. É a maior cidade a fechar desde o confinamento em massa de dois meses em Xangai no início deste ano.

– Baixistas 2 – A política Covid-Zero de Xi Jinping, além de trazer enormes custos econômicos, está isolando cada vez mais a China do resto do mundo.

– Baixistas 3 – Os preços do petróleo caíram novamente esta semana com o temor de recessão global e com o dólar americano mais forte. As cotações estão no mesmo nível de Janeiro deste ano, um mês antes do início da guerra na Ucrânia.

– Baixistas 4 – As novas quedas desta semana ocorreram mesmo após a decisão da OPEP+ de cortar a oferta de petróleo para sustentar os preços.

– Baixistas 5 – O Banco Central Europeu (BCE) anunciou aumento de 0,75 ponto percentual nas taxas de juros na zona do euro ontem (8). A medida – que não ocorria desde 1999 – visa conter a inflação crescente na região.

– EUA 1 – Os relatórios semanais de venda de exportação dos EUA continuam suspensos por problemas de sistema.  A expectativa é que na próxima quinta (15/9) o USDA retome a divulgação dos dados.

– China – A safra 2022/23 chinesa deve passar de 6 milhões de tons e o consumo interno deve ficar em torno de 8,15 milhões de toneladas. Já as importações devem subir de 1,96 para 2,20 milhões de tons, segundo o USDA.

– Austrália – A Austrália está iniciando o plantio de mais uma safra (22/23). Produtores animados com a super safra deste ano (1,2 milhão de toneladas) esperam repetir o número, já que os reservatórios de água estão abastecidos.

– Paquistão 1 – O ministro das Finanças do Paquistão, Miftah Ismail, disse na quarta-feira que o setor têxtil do país pleiteou a suspensão da proibição à importação de algodão da Índia, mas o governo até agora não tomou nenhuma decisão sobre o assunto.

– Paquistão 2 – As inundações recentes fizeram com que o país perdesse boa parte de sua safra de algodão deste ano. As estimativas variam, mas acredita-se que as perdas podem passar de 300 mil tons de algodão em pluma.

– Índia 1 – A Índia entrou para o seleto grupo dos cinco maiores fornecedores de camisetas de algodão para os EUA. A receita com as exportações deste item para os EUA já superou US$ 286 milhões somente em 2022.

– Índia 2 – Disputando ano a ano com a China o posto de maior produtora mundial de algodão, a Índia tem aproveitado o embargo norte-americano à pluma chinesa de Xinjiang e os frequentes lockdowns no país do extremo oriente para ampliar as vendas para os EUA.

– Agenda – Na próxima segunda-feira (12/Set) será divulgado o relatório mensal de oferta e demanda dos EUA.

– Safra 2021/22 – Em seu 12º Levantamento de Safra de Grãos, a Conab atualizou ontem (8) a projeção da produção de algodão para 2,55 milhões de tons na safra 2021/22.

– Colheita 2021/22 – Até ontem (08/09): BA (98%); GO (97%); MS: (100%); MT (100%); MG (91%); SP (100%); PI (100%); MA (81%); PR (100%). Total Brasil: 98% colhido.

– Beneficiamento 2021/22 – Até ontem (08/09):  BA (68%); GO (76%); MA (35%) MS (71%); MT (50%); MG (67%); SP (100%); PI (48%); PR (100%). Total Brasil: 55% beneficiado.

– Preços – Consulte tabela abaixo ⬇

Boletim Algodao pelo Mundo 36.jpeg

Este boletim é produzido pelo Cotton Brazil, programa da Abrapa. Contato: cottonbrazil@cottonbrazil.com

Fonte: Abrapa

Author

ampasul

Faça um comentário

%d blogueiros gostam disto: